Metade da população brasileira tem queixas relacionadas ao sono

  • by admin - qui, 06/27/2013 - 05:23
  • Noticias

O homem passa 1/3 da sua vida dormindo – ou, pelo menos, deveria passar. Isso porque o sono é um dos itens fundamentais para a saúde e o bem-estar, sendo responsável por vários mecanismos biológicos importantes – como, por exemplo, reparação de células e tecidos, manutenção de funções físicas e mentais, liberação de hormônios e ajuste do sistema imunológico.
Porém, mesmo considerando toda essa relevância, a verdade é que metade da população brasileira tem queixas relacionadas ao tema, segundo especialistas. A maioria delas é decorrente de hábitos inadequados.
"Noites mal dormidas geram muitos problemas a curto, médio e longo prazos. O sono tem tanta influência quanto a alimentação: quando não vai bem, surge um efeito cascata que leva à deterioração progressiva do organismo", salienta o neurologista graduado pela Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo Leandro Teles. Com ele concorda Ângela Beatriz Lana, otorrinolaringologista pelo Hospital das Clínicas da UFMG (Universidade Federal de Minas Gerais), com especialização em Medicina do Sono pelo Hospital Hotel Dieu em Paris (França). "Os insones têm mais predisposição a ganho de peso e males que vêm a reboque, como diabetes, enfarto e derrames."A qualidade do sono, não tenha dúvida, influencia toda a nossa vida. A sonolência que acomete muitas pessoas durante o dia, por exemplo, é reflexo da noite mal dormida ou de algum distúrbio ligado ao tema. Os principais são ronco e apneia (pausa na respiração durante o sono, causada pelo estreitamento ou bloqueio das vias aéreas), insônia, bruxismo (desordem que se caracteriza pelo ranger ou apertar dos dentes à noite), síndrome das pernas inquietas, sonambulismo, terror noturno e disfunção do ritmo circadiano.
+ UOL