Paralisia do sono tem mais incidência em estudantes

A paralisia do sono é um distúrbio do sono que ocorre um pouco antes de dormir ou na hora de acordar. A pessoa sente o corpo todo paralisado, ainda que consiga mover os olhos, ela não é capaz de movimentar nenhuma outra parte do corpo. De acordo com estudo publicado na revista Sleep Medicine Reviews, esse distúrbio é mais comum em estudantes e pacientes psiquiátricos.

O autor do estudo, Brian Sharpless, falou que por mais assustador que a ocorrência possa ser ela afeta menos de 8% da população.

Para determinar quão comum é a paralisia do sono, os pesquisadores analisaram dados de 35 estudos diferentes. Os cientistas descobriram que 20% dos mais de 36 mil pacientes estudados tinham tido pelo menos uma vez um episódio desse tipo.

Sendo que destes pacientes, dois grupos tinham maior incidência de ter tido paralisia do sono pelo menos uma vez, 28% eram estudantes e quase 32% eram pacientes psiquiátricos.

Os dois grupos, mesmo diferentes, tem em comum ter o sono interrompido durante a noite. Segundo os pesquisadores, trabalhadores de turno ou que viajam muito, bem como quem tem narcolepsia também podem experimentar estas peculiares, pois costumam ter o sono frequentemente interrompido.

Na maioria dos casos a paralisia do sono não traz nenhum problema à saúde, ainda que Sharpless destaque que as pessoas podem ter algum tipo de alucinação. "É como se a pessoa estivesse em um sono, mas no fundo está acordado. Ela pode imaginar que tem alguém entrando no quarto ou que está levitando e não conseguirá se mexer", explica ele, que pondera que essa sensação dura apenas por alguns minutos.

+ Bol