Problemas Matrimoniais podem afetar o sono das crianças

Um novo estudo com mais de 350 famílias descobriu que a instabilidade conjugal quando os bebês tinham nove meses mostrou que eles apresentaram dificuldades para adormecer e se manter dormindo quando estavam com 18 meses de idade. A relação continuou mesmo depois de considerar fatores como temperamento das crianças, os níveis de ansiedade dos pais e outras características relacionadas ao nascimento. No entanto, os pesquisadores descobriram que o inverso não era verdadeiro, ou seja, problemas do sono na criança não predizem a instabilidade conjugal.

Os pesquisadores estudaram famílias adotivas, descartando assim os fatores genéticos e enfocando apenas como o estresse da família pode afetar o desenvolvimento de uma criança.

"Nossas descobertas sugerem que os efeitos da instabilidade matrimonial sobre os problemas do sono da criança emergem mais cedo no desenvolvimento do que foi demonstrado anteriormente," de acordo com Anne M. Mannering, uma pesquisadora associada do Oregon Social Learning Center que trabalhou no estudo; ela está atualmente na Oregon State University. "Os pais devem estar cientes de que o estresse matrimonial pode afetar o bem-estar de seus filhos, mesmo no primeiro ou segundo ano de vida."